Transformação de textos

Sistema criado pelo professor Ayrton Paulino Marques

 

Um texto memorizado deverá ter uma “chave” de entrada de tal forma que ao ser estimulada todo o conteúdo dele surge abruptamente, sem barreiras, na “ponta da língua”. Estas “chaves” abrem engramas ou regiões cerebrais com alterações  químicas.

 

ENGRAMAS = regiões cerebrais com alteração química, onde estão registradas informações que por meio de chaves liberam todo o conteúdo com precisão e rapidez.

 

Seja por exemplo o soneto A BUNDA de autor desconhecido:

Quando ela passa todo mundo espia,

A cara não porque não é formosa,

Espia sim a bunda buliçosa,

Porque em bunda nunca vi tanta magia.

 

Bunda que anseia, treme, rodopia,

Verdadeira expressão maravilhosa.

Deve ser uma bunda cor de rosa,

Da cor do céu quando desponta o dia.

 

E ela que sabe ter a bunda boa,

Vai pela rua remexendo a toa,

Deixando a multidão maravilhada.

 

Eu a contemplo num desejo mudo,

Embora a cara não valesse nada,

Aquela bunda só me vale tudo!.

A chave ficaria apenas: 7(2)(3)21(0).  Oitenta e quatro palavras representadas com seis símbolos. Milagre da criação humana!

 

Passos para aprendizagem desta metodologia.

 

1 – Vamos precisar saber o alfabeto nesta ordem:

a,b,c,d,e,f,g,h,i,j,k,l,m,n,o,p,q,r,s,t,u,v,x,w,y,z.

2 – a,e,i,o,u com as variações na seguinte ordem:

      a, á, à, â, ã (também para série dos e,i,o.u).

3 –  Diferenciar as seguintes  consoantes duras ou moles.

      DURAS: c de cavalo, g de gato.

      MOLES: c de cebola, g de gemada.

 

4 – Código hierigoniano: (fonemas consonantais valem números)

 

T,D= 1, N = 2,   M = 3,   R = 4,   L, S = 5  J, G (mole) = 6, C (duro), G (duro), K, Q = 7, F, V, W = 8, P, B = 9,  C (mole), Ç, X, Z = 0.

 

Exceção: h, y  nada valem neste código.

 

5 – Código-traço:

 

a  = 3 e suas variações: 4,5,6,7  e = 4 e suas variações: 5,6,7,8  i = 1 suas variações: 2,3,4,5 o = 0 e suas variações = 1,2,3,4 u = 2 e suas variações = 3,4,5,6 h, y = 3.

 

6 – O intervalo entre as palavras de um texto vale 9.

 

7 – Os sinais gráficos são identificados pela primeira letra do nome do símbolo. Ilustração: @ tem o nome de aroba, logo vale 3 (veja o valor de a no (código-traço) sinais freqüentes  nos textos:

“ ‘ @ # $ % & * ( ) = § , < . > : ; ? ° / ^~` ´[ ]  ∏  ∑  ∈ √ Ф ⊂ ⊃⇒∃∞∧∨≠≤≥≡⊆⊇

 

8 – DUAS EXCEÇÕES:  o sinal + vale 2 e o  sinal – vale 1.

 

9 – Os dígitos 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8,9 valem  o mesmo valor que exercem nos números. Então, 123, por exemplo, vale 123.

 

10- Os algarismos romanos I, V, X, L, C, D, M seguem o mesmo critério dos códigos hierigoniano e traço.

 

11- A codificação de abreviaturas seguem o mesmo critério, mas as consoantes valem pelo valor MOLE da tabela. Exemplos: g de grama = 6, c de cos (cosseno)  = 0.

 

Hierarquia dos símbolos: quando confrontados num “desempate” obedecemos a ordem decrescente:

Algarismos arábicos, código hierigoniano, código-traço, sinais gráficos, espaço entre as palavras.  Ilustração: p = 9, espaço entre as palavras = 9. Num desempate p ganhará do espaço.

Dentro do mesmo sistema, o desempate segue pela ordem alfabética. Assim, o desempate entre t/d o t ganha de d pela ordem maior na seqüência alfabética.

O critério de desempate é bem simples: basta somar 1 ao maior. Desta forma, desempate entre f/v ficaria: f = 8 e v = 9. No caso de símbolos com valor 9 vão para 10, mas escrevemos apenas 0 (zero).

 

Critérios de codificação de textos em forma de alternativas:

1 – codificamos inicialmente pelos primeiros símbolos e todos de uma só vez. Os valores obtidos são chamadas BASES. Não se processa desempates nas BASES.

2 – verificamos bases diferentes e bases iguais. As iguais devem ser diferenciadas. E esta diferenciação faz-se pelo segundo símbolo de cada uma delas.

3 – no caso de diferenciação, interrompe-se a codificação. Prossegue-se em caso negativo. Valem os desempates.

4 – O texto ficará codificado quando cada linha corresponder a um número diferenciado dos demais. A linha terá uma identidade personalizada.

5 – Critérios mais elaborados na codificação serão explicados diretamente nas ilustrações.

 

Ilustrações na codificação de 4 linhas de vários textos:

 

Texto 1:

a)Freud descobriu o inconsciente.

b)Pavlov é o pai dos reflexos condicionados.

c)Camus escreveu O MITO DE SÍSIFO.

d)Machado de Assis é um clássico na literatura universal.

e)Forró é fruto de uma manifestação de raízes populares.

 

BASES:

8

9

7

3

8

 

“a” e  “e” devem ser diferenciadas.

 

84

9

7

3

3

80

 

O texto está codificado.

 

Texto-2

a) O principal na dança o ritmo.

b) O principal na dança é a mulher.

c) O principal na dança de forró é alegria.

d) Gafieira nasceu no Rio de Janeiro.

e) Como é gostoso dançar bolero.

 

 

 

 

 

 

BASES:

 

08

05

01

7

5

 

Vamos diferenciar “a”, “b” e “c”:  procuramos em cada uma delas simultaneamente a primeira diferenciação que ocorrerá em todas ao mesmo tempo ou pelo menos em duas.

 

O texto está codificado.

 

Texto-3:

 

a)   2/3 do cérebro dedica-se ao movimento do corpo.

b)   A posição do vermelho nos faróis é para ajudar daltônicos.

c)   Espelho em elevadores evitam vandalismo.

d)   Nada se perde, tudo se transforma na natureza.

e)   Gaiarça é um representante no Brasil na terapia corporal.

 

BASES:

 

2

3

4

2

7

“a” e “d” devem ser diferenciadas.

 

29

3

4

23

7

 

O texto está codificado.

 

 

Texto-4

a) A melhor psicoterapia é da linha freudiana.

b) A melhor psicoterapia é da linha junguiana.

c) A melhor psicoterapia é da linha via-corporal.

d) A melhor psicoterapia é da linha gelatinosa sem medicamentos.

e) A melhor psicoterapia é da linha junguiana + freudiana.

 

BASES

 

3

3

3

3

3

 

Diferenciando:

 

38

37 (desempate de j com g de “d”.  De 6 foi para 7.  

39 (desempate de v com f de “a”. De 8 foi para 9)

36

37 (desempate de j com g de de “d”. De 6 foi para 7.

 

Diferenciar “b” e “e”.

 

38

370 (o ponto vale 9, mas é superior ao espaço entre palavras. Ocorreu um desempate com o “e”. De 9 foi para 10, mas grafa-se apenas 0 (zero). 

39

36

379

 

 

38

370

39

36

379

 

O texto está codificado,

 

Codificação de alternativas de uma prova de conhecimentos gerais. 

 

1Quando tiramos todos os noves de 31 fico com o resto 4. Dividimos 31 por 4 e pegamos o resto. Na verdade, bastava fazer 3+1 = 4. E, quando tiramos todos os noves de 121, fiamos com o resto igual a:

a) 2   b) 4   c) 5  d) 6.

Codificação: 2, 4,5, 6.   

2Romeu Tuma Júnior foi flagrado em gravação pela POLÍCIA FEDERAL como forte suspeito em operações de contrabando. Sabemos que se trata de autoridade ligada ao governo federal.

Quando perguntaram a ele se iria se afastar de seu cargo de confiança, ele respondeu: “PODEM TIRAR O CAVALO DA CHUVA”. Isto mostra que:

a) A corrupção assola o país, mas os políticos corruptos sabem muito bem que há muitas possibilidades de se safarem pelo alto grau de impunidade neste nível de escalão.

b) A resposta de Tuma é forte evidência de inocência e erro grave da Polícia Federal.

Codificação: 37, 34.

3Se meia careca tem 50 cabelos, quantos cabelos tem uma inteira?

a) 100 cabelos.  b) careca não tem cabelo.

Codificação:  1, 7.

4No rádio e na televisão vê-se um festival de milagres feito pelos supostos intermediários de Jesus. Pastores curam cânceres, úlceras, paralíticos, cegos e doenças de todo tipo.

No caso,

a) Seria interessante o GOVERNO estimular a população a freqüentar este ambiente sagrado de cura e esvaziar os hospitais com grande economia para o país, deixando para estes pastores cuidarem da saúde do povo.

b) Estes pastores causam grande mal para população ignorante e deveriam, sim, estarem na CADEIA encarcerados.

Codificação:  0, 4.

5O noticiário dos jornais ultimamente tem comentado muito sobre pedófilos entre sacerdotes da chamada Santa Igreja Católica e até da participação de bispos consagrados neste grave delito e do PAPA como protetor deste grupo muito grande de desequilibrados.

Neste caso,

a) Esta Igreja não tem nada de SANTA.

b) Os jornais exageram nesta aberração de vários padres e bispos, pois é muito improvável que seja verdade tanta vergonha no meio da santidade.

Codificação: 4, 0.

6No ano de 2010 haverá pleito para PRESIDENTE DA REPÚBLICA, polarizando entre dois candidatos: SERRA e DILMA.

a) certo  b) errado,

Codificação: 0, 4.

7Foi comprovado por renomados cientistas que “Chá de cabo de guarda-chuva” é bom remédio para lombalgias (dores nas costas). Com esta informação na GAZETA CIENTÍFICA, temos:

a) Os resultados científicos são surpreendentes e interessantes.

b) O texto afirma que se vovó andasse de bicicleta, vovô certamente seria careca.

Codificação: 00, 09.

8Roberto Mangabeira Unger, professor titular da Universidade de Harvard (E.U.A), ex-ministro extraordinário de Assuntos Estratégicos numa matéria da Folha de São Paulo de 24 de Janeiro de 2010 faz interessante esboço sobre a saúde no Brasil. Segundo ele, 20% da população com planos de saúde têm os mesmos privilégios de países relativamente pobres da Europa (Grécia, por exemplo) e 80% da população “é o mundo dos que só têm o SUS, SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE. Esses 80% dependem de um sistema fracassado, principalmente por falta de recursos. E dá uma sugestão para que esses 80% tenham os mesmos privilégios da minoria dos 20%”.De cada R$ 2,00 de dedução do Imposto de Renda para pagar os planos privados, R$ 1,00 seria usado para financiar o SUS. E apresenta ainda mais outras três sugestões bem simples para melhorar o atendimento da maioria da população brasileira tais como exigir colaboração dos Hospitais Privados, indenização de quem tem plano privado e usa os recursos do Estado, promover a organização de unidades, ao mesmo tempo de pesquisas e de atendimento de ponta”.

A opinião de UNGER é:

a)viável para o Brasil.

b)Inviável, pois só o 1º mundo têm condições de tomar tais medidas.

Codificação: 8, 1.

9Meu pai tem 1,84 de altura. Logo a altura dele  em centímetros é 184 cm.

CERTO (    )        ERRADO   (     )

 Codificação:  0, 4.

10Se você ao entrar num escritório para uma entrevista e encontrasse sobre a mesa dos copos de água: um com água escura e outro com água límpida, qual tomaria?.

a) nada tomaria  b) água límpida   c) água turva.

Codificação: 2, 35, 31.

11A sobrevivência de uma pessoa depende do consumo de 110 litros de água por dia. Segundo a Organização Mundial da Saúde, há quem use quase o triplo apenas no banho. Uma ducha ligada num apartamento por 20 minutos gasta 306 litros de água, sem contar o consumo de energia.

Responda: a) esta orientação é importantíssima na conscientização das pessoas para evitar o desperdício desnecessário de água. b) Nada adianta estas orientações, pois o povo continuará gastando muita água, c) não há desperdício de água, a não ser em descargas de banheiro d) nenhuma das anteriores.

Codificação: 4, 23, 27, 24

12Temos um ditado popular que alerta as pessoas para o perigo da pressa em resolver problemas: “QUEM ANDA VAI, QUEM CORRE CAI”. Qual seria o equivalente a este ditado nas seguintes alternativas:

a) “Dar nó em pingo d’água”; b) “É melhor um cachorro amigo do que um amigo cachorro”; c) “Quem corre cansa, quem anda alcança”; d) “Tal pai, tal filho”.

Codificação: 33, 35, 37, 31

13Nas pesquisas de intenção de votos, vários órgãos de pesquisa, trabalhando com ESTATÍSTICA, ramo da Matemática, analisam uma AMOSTRA REPRESENTATIVA da população para idéias seguras de qual candidato possui mais chances de se eleger. Responda: a) O método funciona bem, apesar de a amostra ser bem pequena em relação à população votante,

b) O método é mero sorteio, não garantindo  sobre os resultados.

c) Os INSTITUTOS DE PESQUISA nem sempre são sérios.

d) Nenhuma das respostas é boa.

 Codificação: 08,  04,  00,  2

14Faça a seguinte experiência: escolha 40 nomes de pessoas que você conhece (família, amigos, colegas). Pergunte a cada um o dia de seu nascimento. Depois da experiência dê a seguinte informação: (VOCÊ PRECISA FAZER A EXPERIÊNCIA E VER O RESULTADO).

a) Há pelo menos neste grupo dois que faz aniversário no mesmo dia.

b) Neste grupo por mim escolhido não houve coincidência nas datas de aniversários natalícios.

Codificação: 3, 2.

15Se a proposição “SE CHOVER, NÃO VIAJAREI” é verdadeira, então certamente:

a) Se não chover, viajarei b) Se não chover, necessariamente não é verdade que viajarei, c) Talvez viajarei com chuva ou sem chuva.

Codificação: 08, 02, 1.

 

 

Gabarito codificado:

 

0, 0,  4, 4, 4, 4, 2, 37, 37, 08, 8, 09, 7, 02, 3.

 

Nota: a ordem desse gabarito é arbitrária, pois o sistema é não-ordenado. Cada elemento do grupo tem “personalidade própria”, isto é, a independência dos demais é total. Desta forma, a perda de alguma informação causa prejuízo mínimo.

 

Verifique que há códigos iguais: duas questões com “0” no gabarito, duas questões com o 37 no gabarito, quatro questões com “4” no gabarito. O procedimento para evitar perdas é começar pelas questões bem identificadas. No caso, 2, 02, 3, 7, 8, 08, 09. Neste grupo, devemos procurar os que aparecem como “avis rara”, ou seja, uma e uma só vez nas alternativas.  

Lista: 2 (aparece quatro vezes nas alternativas); 02 (aparece uma só vez nas alternativas); 3(aparece uma só vez nas alternativas); 7(aparece uma só vez nas alternativas), 8(aparece uma só vez nas alternativas);  08(aparece duas vezes nas alternativas); 09(aparece uma só vez nas alternativas).

 

Questões resolvidas: onde aparecem os códigos: 02.7,8,09.

 

Questão 3 (código 7); questão 7 (código 09);  questão 8 (código 8);

Questão 15 (código 02).

 

Vamos progredindo. Agora, vamos resolver o código 08 que aparece duas vezes.  Como ele aparece na questão 13 e 15, sendo que a 15 já foi eliminada, sabemos imediatamente que se trata da questão 13. Portanto, a 13 ficará eliminada.

 

Analisando o código 2 (freqüência = 4 vezes). Candidatas: 1,10,13,14. Como a 13 já foi eliminada, ficamos com as seguintes questões “na espera”: 1,10,14.  Questão 1 apresenta: 2,4,5,6 (duvidosa, pois aparece também o 4 que está no gabarito);     ques-

tão 10 apresenta: 2, 35, 21.  Como 35 e 21 não figuram no gabarito,  a  resposta desta questão está codificada necessariamente com o 2.

 

Questões eliminadas até o momento: 3,7,8,10,13,14,15. Questões ainda problemáticas: 1,2,4,5,6,9,11,12.

 

Vamos ver agora o “0” que aparece duas vezes no gabarito. “0” aparece nas questões: 4,5,6,9 ( todas problemáticas).   

 

Verificando o “37” que aparece duas vezes no gabarito. Aparece nas questões 2 e 12  (todas problemáticas).

 

Verificando o “4” que aparece quatro vezes no gabarito.  Aparece nas questões 1,4,5,6,9,11 (todas problemáticas).

 

Me

todo para resolver o impasse das “questões duvidosas”. Criamos o “código decimal e o aplicamos em algumas  questões da prova. Onde aparecer o código decimal a alternativa é correta. Este código é uma ampliação na diferenciação, mas com acréscimos após a vírgula.  

 

Ilustração:  Questão 5. 4,513917… (esta igreja…)  

 

Outro critério, com baixa perda, seria usar do “chute“, baseado no fato de “pequenas perdas”.

Veja a experiência do “4” da prova apresentada: aparecem quatro vezes no gabarito em cinco da prova. Logo, o chute garantirá quatro certas!